Relógio carbônico

Blog monitorado

Monitoramento de terremotos

Image and video hosting by TinyPic

O sol hoje! clique aqui.

Clique e veja a lua

Clique e veja nosso planeta.

Tempo

OBA

TRADUTOR

Arquivo do Blog

Parceria







A divulgação da ciência e da tecnologia no Brasil: Um proposta para o ensino de Física


A divulgação científica no Brasil tem pelo menos dois séculos de história. Nas duas últimas décadas tem sido observada uma expansão significativa dessas atividades: criação de centros e museus de ciência; surgimento de novas revistas e websites; maior cobertura de jornais sobre temas de ciência; publicação crescente de livros; organização de conferências populares e outros eventos que despertam interesse em audiências diversificadas por todo o país.
Quanto à educação científica formal, em geral, é muito baixo o desempenho dos estudantes brasileiros em temas que envolvem ciências e matemáticas.
A consolidação de uma cultura voltada para a valorização da ciência é condição importante para a própria evolução do Brasil. Mas a ciência, por si mesma, não resolve os graves problemas de desigualdades sociais, desemprego, degradação ambiental, para não falar de problemas éticos. Ciência e tecnologia não significam necessariamente mais justiça, maior igualdade e melhores condições de vida. São dimensões absolutamente necessárias, mas não suficientes. Não custa lembrar Einstein: “Não superestimem a ciência e seus métodos quando se trata de problemas humanos!(...) O intelecto tem um olho aguçado para os métodos e ferramentas, mas é cego quanto aos fins e valores”.
Aproveitando as idéias provindas de pesquisas e estudos do professor pesquisador, Dr. Ildeu de Castro Moreira, é também dever do professor proporcionar o elo entre o aluno e essa ciência que, por muitas vezes, está distante, até parecendo ciência de laboratório.  É nesse sentido que a escola precisa contribuir no papel da divulgação científica ajudando no planejamento do professor. O docente, por sua vez, precisa preparar momentos em que os alunos se sintam mais estimulados a gostar da Física. São bons exemplos as Feiras de ciências, participação em eventos como Olimpíadas de Física, astronomia, matemática, visitas a museus, planetários, aulas diferenciadas com uso de web sites científicos e simuladores on line  que podem ser planejados para promover e ampliar o gosto por essa disciplina.
Entre março e setembro de 1905, um rapaz de apenas 26 anos produziu cinco trabalhos que mudariam a visão de mundo que se tinha até então e serviriam de base para diversas inovações tecnológicas surgidas ao longo do século, como o raio laser, os transistores, entre muitas outras. Seu nome,como já fora mencionado anteriormente, era Albert Einstein. O ano de 1905 ficou conhecido como sendo o segundo Ano Miraculoso da Física, sendo o primeiro Ano Miraculoso o ano de 1666 ao qual Isaac Newton publicou sua Lei da Gravitação Universal.
Em 2005 a ONU declarou o ano internacional da Física, por ser o aniversário de 100 anos das publicações dos trabalhos. Aproveitando a comemoração a Sociedade Brasileira de Física estimou o Dia da Física no dia 19 de maio, o que seria uma representação de 19/05 no caso 1905. A partir daí instituições de várias cidades no país celebram a data com seus membros, alunos e associados.
O dia mundial da Física foi comemorado na escola Estadual Professor Ulisses de Góid no dia 26 de maio de 2012. Inscreveram-se 108 alunos dos turnos matutino e vespertino. Neste sábado pela manhã, a partir das 07h30min compareceram 96 estudantes. Os alunos participaram de oficinas com experimentos de Física e astronomia, houve parada para o lanche e segunda parte com apresentação da peça: ‘’A coroa do rei’’, contando a história de Arquimedes.
Neste ano, há uma programação voltada para experimentos de Física, há também a parada para o lanche, em seguida os alunos estão ensaiando a encenação de uma peça de teatro sobre a biografia de Isaac Newton. Será comemorado no dia 25 de maio, às 07h30min.
E você como vai participar da comemoração ao dia mundial da Física? Junte seus amigos, colegas, professores, admiradores e organize algo que possa ser celebrado nesse dia tão importante para a ciência mundial.

CONTRIBUIÇÃO: Amanda Vivian Medeiros de Souza
Professora de Física da Escola Estadual Prof. Ulisses de Góis
Professora supervisora do PIBID-Física da UFRN
Category: 2 comentários

A distância do Rio Grande do Norte ao Rio de Janeiro pode ser 1m.

Aluna Bruna Aquino Vencedora da MOBFOG 2012
Ocorreu neste último dia 10 de Maio o evento mais cobiçado pelos alunos do Colégio Efetivo da cidade de Martins e da cidade de Umarizal. Foi realizada a OBA - Olimpíada Brasileira de Astronomia e a MOBFOG - Mostra Brasileira de Foguetes. Na ocasião alunos da primeira, segunda e terceira série foram submetidos a prova nas suas respectivas escolas acompanhados pelo professor representante Rennan Lopes e colaboradores que se empenharam na aplicação das provas e na impressão do conteúdo. As provas aplicadas foram de nível 4 e este ano realizaram as provas apenas os alunos que se interessaram em participar, de livre e espontânea vontade, uma vez que, em outras edições, o professor representante usava a participação da prova como avaliação e neste sentido o mesmo verificou que o rendimento das provas eram baixos, pois alguns alunos não iam realizar a prova com vontade e sim com interesse. " Verifiquei que esta forma de incentivar os alunos a participarem do exame não estava trazendo efeito no que se diz respeito ao incentivo a despertar o saber científico nos alunos, um dos objetivos fundamentais da OBA." Disse o professor representante. "É bem verdade que o número de participantes da olimpíada caiu, no entanto não estamos preocupados com este número, e sim com a qualidade da aplicação do exame visando o objetivo fundamental" Completou o professor Rennan Lopes.
Este ano alguns alunos estão participando do minicurso de astronomia - Ciências aqui!!!, uma iniciativa do professor no intuito de fazer uma relação entre os conteúdos ministrados na escola e a astronomia, o minicurso é um sucesso e está sendo frequentado por universitários do curso de Geografia do polo presencial da UFRN de Martins RN. No entanto, a intenção é o de preparar os alunos para o exame. O minicurso está na metade do seu término e já surtiu efeitos, pois, alguns temas discutidos em sala de aula foram cobrados em questões na prova da OBA este ano de 2013.
PROVA DA OBA 2013
Mas o xodó dos alunos do colégio é a disputa pelo lançamento de foguetes a MOBFOG. Este ano tivemos bons lançamentos e, segundo o professor representante da OBA e MOBFOG este ano a média de lançamentos foi a melhor de todas as edições. O histórico do colégio é um dos melhores do estado. Em 2010 a equipe ALPHA conseguiu se classificar para representar o estado na cidade de Passa Quatro/MG, em 2012 a equipe PÉGASUS foi a campeã a nível estadual e uma das campeãs nacional de lançamento de foguetes na cidade de Barra do Piraí - RJ. Além disso, a escola coleciona medalhas de ouro, prata e bronze em lançamento de foguetes. Este ano 3 equipes são destaque no lançamendo de foguetes, a EQUIPE CRONOS(segunda série); EQUIPE BODE GAIATO(terceira série) e a EQUIPE HARPIA(primeira série), todas da cidade de Martins RN, haja vista que a cidade de Umarizal desistiu de participar do evento.
Os lançamentos foram realizados no campo de pouso da cidade de Martins RN localizado no bairro Jocelyn  Villar e as condições eram as seguintes: Temperatura: 22 graus Celsius; Altitude 760m; Condição de tempo - Ensolarado; Horário: 7:30hs Velocidade e direção do vento NNE 14Km/h e pressão atmosférica 1015mb.
Os lançamentos são do tipo oblíquo e mede-se a distância na horizontal dos foguetes que são construídos de garrafa PET. Este ano a disputa foi emocionante e as colocações foram as seguintes:

EQUIPE CRONOS COM PROF. RENNAN LOPES
.PRIMEIRO LUGAR
EQUIPE CRONOS(segunda série)

.SEGUNDO LUGAR
EQUIPE BODE GAIATO(terceira série)

. TERCEIRO LUGAR
 EQUIPE HARPIA(primeira série)


CAMPO DE POUSO - MARTINS RN
EQUIPE CAMPEÃ SE PREPARANDO PARA O LANÇAMENTO
"Durante o lançamento dos foguetes ainda não sabíamos o que ia acontecer, pois, qualquer equipe poderia ser campeã e talvez gozar do prêmio máximo que era o da viagem para o Rio de Janeiro - Barra do Piraí e tudo só foi decidido no último lançamento quando apenas 1m fez a diferença." Disse o professor Rennan Lopes. Dessa forma a EQUIPE CRONOS(segunda série) Venceu a  EQUIPE BODE GAIATO(terceira série) por 1 m e pode aguardar até o resultado nacional que irá decidir quem vai para o Rio de Janeiro participar da Jornada de Foguetes, pode ser que a distância ao rio seja de 1m.
O professor representante destacou a participação da EQUIPE HARPIA(primeira série) por não se intimidar diante de veteranos na MOBFOG, pois arrancaram uma distância significativa em relação a outras equipes que participam da olimpíada e enfatizou que esta equipe dará trabalho nos próximos anos.
O blog Ciências aqui!!! parabeniza todos os envolvidos no evento e deseja boa sorte a EQUIPE CRONOS que poderá ser uma das representantes nordestinas no Rio de Janeiro, pois, se for mesmo a distância do RN ao RJ seria apenas de 1m.



 Para saber mais sobre a MOBFOG veja os links abaixo:
EQUIPE PÉGASUS
EQUIPE PÉGASUS EM ANTÔNIO MARTINS
EQUIPE ALPHA 2010
II JORNADA DE FOGUETES PASSA QUATRO - MINAS GERAIS






Recado do Prof. João Canalle

Category: 2 comentários

CASA DE PEDRAS - ESTALACTITES E ESTALAGMITES

Vista lateral da casa de pedras - Martins RN





Alunos que participaram da visita a casa de pedras.
Hoje dia 2/5/2013 o Colégio Efetivo - Unidade 1 - Martins RN promoveu uma visita a Casa de Pedras - Caverna em mármore - a maior do município e, além disso destaque no cenário espeleológico nacional. Participaram deste evento os alunos da primeira série do ensino Médio e o Nono ano do ensino fundamental com a presença do professor de geografia - José Antônio e o professor de Química e Física Rennan Lopes. O ambiente estava perfeito para a prática aventureira das trilhas e em consequência da visita a caverna, pois a cidade de Martins tinha sido banhada pela chuva um dia antes, isso forçou aos "aventureiros" a caminhar e a desafiar a lama que literalmente dava na canela. O mais legal é que ao chegar na caverna tivemos a oportunidade de vislumbrar a ação da água sobre as rochas de carbonato de cálcio e tentar entender a formação dos estalactites e estalagmites formações pontiagudas que percebemos nas cavernas.
Mas afinal oque são estas formações?
Vista da entrada da Casa de Pedras
Estalactite e estalagmite em formação
Essas formações são denominadas estalactites, quando estão no alto; e estalagmites, quando estão para baixo. Ambas são formações decorrentes do gotejamento de água das fendas das paredes das cavernas de rocha calcária, transportando parte do calcário desta. Ao entrar em contato com o ar, precipita um anel de calcita na base desta gota. Este processo se repete enquanto houver água penetrando pela fenda: cada nova gota dará origem a um novo anel de calcita, consolidando formas cônicas e pontiagudas denominadas estalactites.

A estalactite e estalagmite tendem a se unir, uma vez que esta última é resultado do gotejamento que deu origem àquela - os pingos das estalactites, ao caírem no fundo da gruta, tendem a se precipitar, dando origem às estalagmites, que possuem forma mais grosseira: mais arredondada, menos pontiaguda. Desta união, temos um novo espeleotema: coluna.

O processo de crescimento destes espeleotemas (formações minerais que ocorrem em cavernas) é demorado e contínuo – varia entre 0,01mm a 3mm por ano e dependem de fatores como quantidade de água, velocidade de gotejamento, pureza do calcário e temperatura. Algumas vezes, as estalactites seguem frestas do teto, podendo atingir dimensões bem maiores.

Falando em “maiores”, a maior estalactite registrada no Brasil se localiza na Gruta do Janelão, em Januária – MG. “Perna de bailarina” – como é chamada possui 28 metros de comprimento.
Casa de pedras - entrada
Estalagmite do salão central - Casa de Pedras.
A casa de pedras apresenta alguns estalactites e estalagmites sendo que o estalagmite mais famoso é o do salão central que apresenta cerca de 12m de comprimento.
Estalactite do salão central - Casa de Pedras
É uma pena que a casa de Pedras vem sendo literalmente pichada por pessoas que não valorizam e querem a todo custo destruir o que a natureza demorou milênios para construir, pois usam das pedras como caderno de visitas. Talvez seja por isso que o IDEMA - Instituto de desenvolvimento sustentável e meio ambiente do RN - está de olho nas outras cavernas que existem na cidade e que ainda não foram abertas ao público.
O RN é um estado que apresenta várias cavernas e o blog Ciências aqui!!! lista as maiores e a localidade de cada uma delas.




Nome
LocalTam

ENVIE UM EMAIL PARA O BLOG CIÊNCIAS AQUI!!!

Quem sou eu

Minha foto

Sou professor da rede privada de ensino lecionando as disciplinas Física, Química, Matemática e Ciências no COLÉGIO EFETIVO/MARTINS - RN. Graduado em Ciências com habilitação em Matemática - Licenciatura Plena - pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN -, graduado em Física - Licenciatura Plena - pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Professor de Física aplicada a radiologia, física aplicada ao petróleo e gás e Desenho técnico de cursos técnicos ministrados pela CENPE cursos, unidade Patu RN

Postagens populares

Seguidores