Relógio carbônico

Blog monitorado

Monitoramento de terremotos

Image and video hosting by TinyPic

O sol hoje! clique aqui.

sun

Clique e veja a lua

moon

Clique e veja nosso planeta.

eart

Tempo

OBA

TRADUTOR

Arquivo do Blog

Parceria

QUÍMICA PERIÓDICA

EDUCADORES MULTIPLICADORES

SEM ENERGIA, SONDA PHILAE HIBERNA EM COMETA 67/P



Após fazer história ao descer pela primeira vez na superfície de um cometa, a nave robótica Philae enviou seu último pacote de dados científicos. Sem poder captar a luz do Sol, as baterias se esgotaram e Philae entrou em hibernação.

Após um pouso ligeiramente desajeitado, que a colocou a mais de 1 km do local planejado e fora da orientação solar necessária para recarregar suas baterias, a pequena nave Philae possivelmente encerrou sua missão.
De acordo com a agência espacial europeia, ESA, o último contato com a sonda ocorreu às 20h36 de sexta-feira, quando Philae enviou à nave-mãe Rosetta todos os parâmetros da telemetria de bordo e os dados científicos dos experimentos realizados, entre eles os instrumentos ROLIS, COSAC, Ptolemy, SD2 e CONSERT.
Além disso, o centro de controle da missão enviou comandos para a Philae erguer 4 cm e rotacionar o corpo em 35 graus, na última tentativa de fazer os painéis solares captarem mais energia, já que as baterias estavam decaindo rapidamente.
Em conferência realizada ontem, os engenheiros responsáveis pela missão informaram que após o pouso a Philae ficou ligeiramente inclinada, com os painéis obstruídos por duas rochas. Isso fez com que a sonda recebesse apenas 1h30 de luz por dia, muito abaixo das 12 horas diárias requeridas para recarga das baterias.
O contato com a sonda através da nave-mãe permaneceu relativamente estável até por volta das 22h30, quando a sonda entrou no modo de segurança devido à baixa tensão da bateria. Alguns minutos depois um novo pacote de dados foi enviado. As 22h44, Elsa montagnon, chefe de operações da missão Rosetta, declarou: "Perdemos o link".
Segundo Montagnon, é possível que as baterias da Philae se recarreguem, mas isso pode levar vários dias. Caso isso aconteça, a nave-mãe Rosetta captará o sinal da sonda, mas essa situação não é esperada. Caso ocorra, será um bônus para a missão, já que todas os experimentos programados foram realizados, gerando inúmeros dados que serão agora analisados.
FONTE:
Category: 1 comentários

Robô Philae realiza pouso histórico em cometa

Cerca de sete horas depois de se separar da sonda espacial Rosetta, o módulo de exploração Philae realizou, pela primeira vez na história, um pouso bem-sucedido em um cometa. Autoridades comemoraram a aterrissagem, que ocorreu nesta quinta-feira pouco depois das 14h, dizendo que foi um grande passo para a civilização humana e para o conhecimento científico.
O robô científico de observação desacoplou da base, como estava previsto, às 8h35 GMT (6h35 de Brasília) e iniciou sua viagem para pousar sobre o cometa 67P/Churyumov-Geramisenko. 

Depois da liberação da sonda, outras etapas importantes foram concluídas com sucesso. Entre elas, o reestabelecimento da comunicação entre a Terra e o robô, e o acionamento do trem de pouso do módulo.
— Funcionou bem, estamos muito contentes, não aconteceram problemas — declarou Andrea Accomazzo, diretor de voo do centro de operações da ESA em Darmstadt (Alemanha).
Desde 6 de agosto, a sonda não tripulada Rosetta se desloca a poucos quilômetros do corpo celeste a mais de 450 milhões de quilômetros da Terra, acompanhando o cometa em sua viagem à medida que se aproxima do Sol.
O módulo Philae permitirá explorar diretamente o núcleo do cometa, ou seja, a parte sólida que, com o efeito da radiação solar, gera a "coma" ou cabeleira e deixa uma cauda visível de gases e poeira. O cometa está atualmente viajando entre as órbitas de Júpiter de Marte. Tem quatro quilômetros de diâmetro e formato irregular, que lembra a silhueta de um pato.
Se tudo correr bem, depois de acompanhar a aproximação do cometa com o Sol, Rosetta vai voltar para a Terra — a previsão é dezembro de 2015 — com um vasto material que servirá de base para inúmeras pesquisas científicas.

Já há alguma coisa: a sonda registrou imagens de asteroides e foi fotografando o cometa à medida em que chegava perto dele. Um momento considerado histórico pelo cientista-líder do conjunto de câmeras da sonda, Holger Sierks:
— Ver as imagens em alta resolução, gerou um sentimento fantástico. A equipe toda ficou muito emocionada. A partir de agora, vamos começar a entender como um cometa funciona e quais processos físicos conduzem sua atividade.
Fonte; http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/planeta-ciencia/
Category: 0 comentários

HISTÓRICO DA ESCOLA COLÉGIO EFETIVO - UNIDADE MARTINS/UMARIZAL NA JORNADA DE FOGUETES.

Com a participação da EQUIPE DRACARYS na Jornada de Foguetes encerramos as atividades 2014 no âmbito da olimpíada brasileira de astronomia para o ano de 2014.
Neste post tivemos a ideia de apresentar a todos os leitores do blog ciências aqui!!! toda a trajetora da escola na modalidade lançamentos de foguetes.
A jornada de foguetes é um evento ligado a OBA- Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica - sendo realizada desde o ano de 2009 pelos organizadores e colaboradores da OBA, ela consiste em selecionar os melhores lançamentos de foguetes do Brasil para que apresentem e lancem seus protótipos no evento que ocorre em local escolhido pela comissão. O Colégio Efetivo - Unidade Martins e Umarizal já participaram por 3 vezes da Jornada de Foguetes e não é novidade a escola ser convidada todo ano a participar do evento que já ocorreu no estado de Minas Gerais e no estado do Rio de Janeiro.
Foram 3 equipes que representaram a escola durante a história da Jornada de Foguetes: EQUIPE ALPHA - UMARIZAL RN; EQUIPE PÉGASUS - MARTINS RN; EQUIPE DRACARYS - MARTINS RN. A evolução das equipes e o histórico dos lançamentos apresentamos para vocês.
A primeira participação da escola na jornada de foguetes foi no ano de 2010 com a equipe ALPHA. Em 2010 a II Jornada de Foguetes foi realizada no período de 1 a 3 de Dezembro, na Pousada do Verdeno município de Passa Quatro, MG.Cada equipe teve apenas uma única chance de lançar o seu foguete. Compareceram ao evento 29 equipes. A equipe ALPHA, apesar de ter um ótimo foguete e ser uma das favoritas não obteve êxito no seu lançamento ficando na última colocação com um alcance de 26m apenas. Tal fato ocorreu, pois o combustível não reagiu durante o lançamento o que provocou a falha. 
A segunda participação da escola foi no ano de 2012 com a equipe PÉGASUS, a escola iria dar o troco pela apresentação do ano de 2010, pois, agora a equipe estava preparada para superar os erros do passado. Com uma plataforma diferenciada e um sistema de lançamento diferente do ano de 2010 a equipe PÉGASUS conseguiu o título de campeã brasileira de lançamento de foguetes com um alcance de 180,8m.
Em 2012 a IV Jornada de Foguetes foi realizada no período de 15 a 21 de Outubro, sendo divida em duas turmas, no Hotel Fazenda Ribeirão, no município de Barra do Piraí, RJ.Compareceram ao evento 93 equipes.
A terceira participação da escola foi este ano- 2014-.  A equipe DRACARYS, obtendo um bom lançamento de 110m foi vice campeã do evento que ocorreu em Barra do Piraí RJ, também no Hotel Fazenda Ribeirão, neste caso,participaram do Jornada de foguetes 70 equipes de diversos locais do Brasil.
Desde 2010 a escola é convidada a participar da Jornada de foguetes, a dificuldade financeira impede de a escola estar sempre presente, no entanto, a instituição é respeitada no evento, pois apresenta, todo ano, lançamentos na margem dos melhores do Brasil orgulhando as cidades de Umarizal RN e a vizinha cidade de Martins, por apresentar alunos dedicados e cheios de idéias para inovarem e usando foguetes de garrafa PET chegarem tão longe diante de ótimas escolas.
 









Category: 0 comentários

ENVIE UM EMAIL PARA O BLOG CIÊNCIAS AQUI!!!

Quem sou eu

Minha foto

Sou professor da rede privada de ensino lecionando as disciplinas Física, Química, Matemática e Ciências no COLÉGIO EFETIVO/MARTINS - RN. Graduado em Ciências com habilitação em Matemática - Licenciatura Plena - pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN -, graduado em Física - Licenciatura Plena - pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Professor de Física aplicada a radiologia, física aplicada ao petróleo e gás e Desenho técnico de cursos técnicos ministrados pela CENPE cursos, unidade Patu RN

Postagens populares

Seguidores